1. Página Inicial
  2. Biografia
  3. Galeria de Fotos
  4. Histórico
  5. Formação
  6. Cargos e Atividades
    1946-1966
    1966-1970
    1970-1975
    1975-1980
    1980-1984
    1985-1990
    1991-1995
    1996-2000
    2001 em diante
  7. Cidadanias
  8. Doutorados
  9. Prêmios
  10. Medalhas
  11. Sócio Honorário
  12. Títulos, Homenagens e Diplomas diversos
  13. Livros Publicados
  14. Efemérides Eclesiásticas
  15. Biografias Publicadas
  16. Bispos Auxiliares de Dom Paulo
  17. Baixe a biografia completa
  18. Galeria de Vídeos
Cargos e Atividades

1970-1975

* Quinto Arcebispo Metropolitano de São Paulo, nomeação em 22.10.70 e posse em 01.11.70
* Grão-chanceler da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), 01.11.70 a 22.05.98
* Grão-chanceler da Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, 1.11.70 a 22.05.98
* Presidente do Amparo Maternal, maternidade mantida pela Arquidiocese de São Paulo para acolher as mães carentes e/ou solteiras que não são assistidas por nenhum tipo de previdência social pública ou privada, 1970 - 1998
* Presidente da Regional Sul-1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), 1971-1975;
* Em janeiro de 1971, denunciou a prisão e tortura de dois agentes de pastoral, o padre Giulio Vicini e a leiga Yara Spadini
* Apoiou dom Hélder Câmara e dom Waldyr Calheiros que estavam sendo pressionados pelo regime militar
* O São Paulo, semanário arquidiocesano, começa a avaliar, em 1971, a relação da Igreja com o Estado e sofre prolongada censura.
* Em 1972, como presidente do Regional Sul-1 da CNBB, reuniu todos os bispos do Estado de São Paulo em Brodosqui, publicando, a seguir, o primeiro dos documentos contundentes da Igreja sobre os direitos humanos, Testemunho de Paz, com grande repercussão
* Em 1972 lançou a "Operação Periferia" para servir as áreas mais carentes da cidade de SP
* Criou a Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese que patrocinou, entre tantas iniciativas, a publicação do livro "Meu Depoimento sobre o Esquadrão da Morte", de Hélio Bicudo.
* Em 05.03.73 ocorreu sua investidura como terceiro Cardeal de São Paulo, em Roma, nomeado pelo Papa Paulo VI
* Deixou o Palácio Pio XII em 1973 para morar em casa simples no bairro do Sumaré. Os US$5 milhões da venda do palácio foram aplicados na construção de 1200 centros comunitários na periferia da cidade.
* Presidiu, na Catedral, em 30.03.73, a "Celebração da Esperança" em memória do estudante universitário Alexandre Vannucchi Leme, torturado e morto pelo regime militar no cárcere.
* Em 1973 assumiu como Igreja-Irmã a prelazia de Itacoatiara, no Amazonas, enviando padres, irmãs e agentes de educação para desenvolver projetos com as comunidades predominantemente indígenas da região.

* Realizou , em novembro de 1973, a "Semana da Paz na Terra", para a defesa dos Direitos Humanos.
* Sofreu a perempção da rádio da Arquidiocese, a Rádio Nove de Julho, por decreto assinado pelo Presidente Médici em 01.11.73 apesar de os próprios órgãos governamentais haverem elogiado, poucos dias antes, os relatórios enviados e o desempenho técnico da rádio.
* Em 26.10.73, na antiga Cúria Metropolitana na Praça Clóvis Bevilaqua, centro de São Paulo, participou, juntamente com o reverendo Jaime Wright, do lançamento da 1a. edição do folheto ecumênico sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos, publicado pela Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE).
* Participou do Sínodo Mundial dos Bispos sobre Evangelização, em Roma, 1974.
* Membro da Sagrada Congregação para os Sacramentos e o Culto Divino, 1974-1988.
* Acompanhado de familiares de presos políticos foi a Brasília em 1974, para encontro com o general Golbery do Couto e Silva, quando apresentou dossiê sobre 22 casos de desaparecimentos.

Arquidiocese de São Paulo Voltar para página inicial